Imprimir Fechar
Sapiranga, 09 de dezembro de 2018
Estamos pesquisando sua consulta.
Por favor aguarde alguns instantes!
conteúdo

SAÚDE - Entre na guerra contra o mosquito Aedes Aegypti

Sapiranga no combate ao mosquito transmissor da dengue, zika, febre amarela e Chikungunya
Redator: Departamento de Comunicação Fonte: Prefeitura de Sapiranga 27/10/2016
A Prefeitura de Sapiranga, através da Secretaria Municipal de Saúde, está solicitando o apoio de toda a comunidade no combate aos criadouros de larvas do mosquito transmissor da dengue, zika, febre amarela e Chikungunya  para evitar a proliferação de focos no município. O alerta é para a necessidade de que toda a população redobre a responsabilidade com os cuidados para evitar focos com água parada. É preciso manter caixas d'água sempre fechadas, limpar periodicamente as calhas, tratar regularmente as águas de piscinas, eliminar pratos de vasos de flores ou preencher eles com areia, verificar (e evitar) pneus descartados a céu aberto, além de destinar corretamente o lixo doméstico.
O setor de Vigilância Epidemiológica faz visitas domiciliares periódicas e verifica pontos estratégicos (PEs) onde possa ocorrer a criação de larvas do mosquito. Além disso, atende e verifica as denúncias de moradores. 
Vale o alerta de que os agentes estão uniformizados e identificados, não pedindo o cadastro de qualquer documentação pessoal nas casas visitadas. Em caso de suspeita (já que a cidade, infelizmente, vem registrando casos de golpe com pessoas que falsamente se apresentam como agentes da Saúde), o morador pode ligar para 3959-1057, ramal 205, para confirmar se a equipe é realmente da Vigilância Sanitária sapiranguense.
A comunidade pode auxiliar a Administração nesta luta contra o inseto e as doenças denunciando locais onde haja possíveis focos do inseto. Basta entrar em contato com a Vigilância de Epidemiologia da Secretaria Municipal de Saúde através do 3959-1057 ou pelo e-mail dengue@saude.sapiranga.rs.gov.br.


 COMO AJUDAR NO COMBATE AO MOSQUITO 

O Aedes aegypti é um mosquito doméstico. Ele vive dentro de casa e perto do homem. Com hábitos diurnos, o mosquito se alimenta de sangue humano, sobretudo ao amanhecer e ao entardecer. A reprodução acontece em água limpa e parada, a partir da postura de ovos pelas fêmeas. Os ovos são colocados e distribuídos por diversos criadouros.

Em menos de 15 minutos é possível fazer uma varredura em casa e acabar com os recipientes com água parada – ambiente propício para procriação do Aedes aegypti. Veja as principais orientações:

cuidado dentro de casa e aptos 250x200 vermelho preto

Cuidados dentro das casas e apartamentos

  •  Tampe os tonéis e caixas d’água;
  •  Mantenha as calhas sempre limpas;
  •  Deixe garrafas sempre viradas com a boca para baixo;
  •  Mantenha lixeiras bem tampadas;
  •  Deixe ralos limpos e com aplicação de tela;
  •  Limpe semanalmente ou preencha pratos de vasos de plantas com areia;
  •  Limpe com escova ou bucha os potes de água para animais;
  •  Retire água acumulada na área de serviço, atrás da máquina de lavar roupa.
area externa

Área externa de casas e condomínios

  •  Cubra e realize manutenção periódica de áreas de piscinas e de hidromassagem;
  •  Limpe ralos e canaletas externas;
  •  Atenção com bromélia, babosa e outras plantas que podem acumular água;
  •  Deixe lonas usadas para cobrir objetos bem esticadas, para evitar formação de poças d’água;
  •  Verifique instalações de salão de festas, banheiros e copa.

Prevenção/Proteção

  • Utilize telas em janelas e portas, use roupas compridas – calças e blusas – e, se vestir roupas que deixem áreas do corpo expostas, aplique repelente nessas áreas.
  • Fique, preferencialmente, em locais com telas de proteção, mosquiteiros ou outras barreiras disponíveis.

 

Cuidados

  • Caso observe o aparecimento de manchas vermelhas na pele, olhos avermelhados ou febre, busque um serviço de saúde para atendimento.
  • Não tome qualquer medicamento por conta própria.
  • Procure orientação sobre planejamento reprodutivo e os métodos contraceptivos nas Unidades Básicas de Saúde.

 

Informação

  • Utilize informações dos sites institucionais, como o do Ministério da Saúde e das secretarias estaduais e municiais de saúde.
  • Se deseja engravidar: busque orientação com um profissional de saúde e tire todas as dúvidas para avaliar sua decisão.
  • Se não deseja engravidar: busque orientação médica sobre métodos contraceptivos.


Fonte: http://combateaedes.saude.gov.br/


voltar