Imprimir Fechar
Sapiranga, 27 de maio de 2017
Estamos pesquisando sua consulta.
Por favor aguarde alguns instantes!
conteúdo

EDUCAÇÃO - Estudantes de Sapiranga são destaque na Feira Brasileira de Ciências

Rampa Portátil Móvel é tema de reportagens do Jornal Hoje e programa Como Será ? da TV Globo
Redator: Departamento de Comunicação Fonte: Prefeitura de Sapiranga 21/03/2017
Eduarda Ew dos Reis, Luana Gabriéli Böes e Lucas Eduardo Reichert, alunos da Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) La Salle, autores do projeto Rampa Portátil Móvel: Uma Alternativa para a Falta de Acessibilidade estão em São Paulo para participar de uma das maiores feiras científicas estudantis da América Latina: a Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace), que ocorre de 21 a 24 de março, no câmpus da Universidade de São Paulo (USP). Acompanhados da professora orientadora do projeto Vanderlize San Martins de Lima e do supervisor pedagógico Maurício Cabreira, da Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Desporto, os estudantes também concorrem à premiação do voto popular pelo link http://febrace.org.br/virtual/2017/SOC/215/. E o grupo tem tido destaque na mídia: na terça-feira foi tema de reportagem do programa Como Será? exibido nas manhãs de sábado pela TV Globo. Na quarta-feira o grupo foi entrevistado pela equipe do Jornal Hoje, apresentado de segunda à sexta-feira, às 13h20, também na Globo.
Como uma possível solução para a falta de acessibilidade para cadeirantes, os estudantes criaram um protótipo de uma rampa portátil móvel, com ajuste de largura e altura, possibilitando que o próprio cadeirante carregue o equipamento. "Desenvolvemos a RPM (Rampa Portátil Móvel) que pode ser levada em baixo da cadeira de rodas. Ela é desmontável, portátil e regulável", colocam os estudantes. Foram desenvolvidos dois protótipos: um de chapas e tubos de aço galvanizados e outro de alumínio. A rampa foi testada na escola e no Centro da cidade por pessoas com deficiência e também por não cadeirantes, que puderam perceber as dificuldades de acessibilidade e as vantagens da rampa. "Percebeu-se que, apesar da inclusão e da acessibilidade serem temas atuais, na prática ainda há muito o que melhorar, tendo em vista que, muitos portadores de necessidades especiais continuam excluídos da sociedade."

 NA TV GLOBO 
E está agitada a vida do grupo da Escola La Salle que representa Sapiranga na Febrace, que segue até sexta-feira, 24 de março, no câmpus da Universidade de São Paulo (USP). Já no primeiro dia de feira, os estudantes Eduarda Ew dos Reis, Luana Gabriéli Böes e Lucas Eduardo Reichert, da Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) La Salle, autores do projeto Rampa Portátil Móvel: Uma Alternativa para a Falta de Acessibilidade, gravaram para o programa Como Será? , da TV Globo. A matéria foi feita com o repórter Alexandre Henderson para o programa apresentado pela jornalista Sandra Annenberg nas manhãs de sábado. Teve até teste da RPM - Rampa Portátil Móvel - criada pelos estudantes. A turma está expondo no estande 215. E já na abertura, nesta terça-feira o grupo recebeu avaliação positiva de um dos avaliadores, professor ligado a uma universidade que ajudou a escrever a normativa da ABNT sobre a acessibilidade das rampas.
Nesta quarta-feira. pelo segundo dia consecutivo os estudantes da Escola Municipal La Salle tiveram destaque na TV Globo. Depois das gravações para o programa Como Será? (exibido nas manhãs de sábado), Eduarda Ew dos Reis, Luana Gabriéli Böes e Lucas Eduardo Reichert gravaram nesta quarta-feira para o Jornal Hoje, exibido na TV Globo, de segunda a sábado, às 13h20. A matéria gravada nesta quarta deve ir ao ar amanhã, quinta-feira, destacando a Febrace.

 
 VOTAÇÃO NO PROJETO 
Uma das premiações da Febrace é o trabalho de destaque pelo voto popular. Para votar no projeto do  Lucas Eduardo Reichert, da Eduarda Ew dos Reis e da Luana Gabriéli Böes basta acessar o link http://febrace.org.br/virtual/2017/SOC/215/ e clicar em Curtir.  A votação já está aberta e pode ser feita até o dia 23 de março. "Quanto mais votos, mais chances temos de trazer este prêmio para Sapiranga!", destaca Cabreira.
 
 A FEBRACE 
A Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace), que começa no dia 21 de março na Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP), em São Paulo, reúne jovens estudantes de todo o País. Criada em 2003, a feira assume um importante papel social incentivando a criatividade e a reflexão em estudantes da educação básica, através do desenvolvimento de projetos com fundamento científico, nas diferentes áreas das ciências e engenharia. "É um evento que vem ao encontro da proposta da Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Desporto de Sapiranga, estimulando a pesquisa científica e a construção do pensamento crítico através do desenvolvimento do método científico", destaca o supervisor pedagógico Maurício Costa Cabreira. As informações sobre a feira podem ser acessadas via Internet em http://febrace.org.br/.
Fotos: Divulgação/Sec.de Educação, Cultura e Desporto
voltar